Revês

Revês

terça-feira, 15 de junho de 2010

Gestão do Tempo

Um consultor, especialista em gestão do tempo, quis surpreender a Assistência numa conferência. Tirou debaixo da mesa um frasco grande de boca larga. 

Colocou-o em cima da mesa, junto a uma bandeja com Pedras do tamanho de um punho, e perguntou:
 

-"Quantas pedras pensam que cabem neste frasco?"
 

Depois dos presentes fazerem suas conjecturas, começou a meter pedras até Que encheu o frasco. E aí perguntou:
 

-"Está cheio?"
 

Todos olharam para o frasco e assentiram que sim. Então ele tirou debaixo da mesa um saco com gravilha (pedrinhas pequenas, menores que a "brita").
 

Colocou parte da gravilha dentro do frasco e agitou-o.
 

As pedrinhas penetraram pelos espaços deixados pelas pedras grandes.
 

O consultor sorriu com ironia e repetiu:
 

-"Está cheio?"
 

Desta vez os ouvintes duvidaram:
 

-"Talvez não.", responderam.
 

- "Muito bem!", disse ele, e pousou na mesa um saco com areia que começou a despejar no frasco. A areia infiltrava-se nos pequenos buracos, deixados pelas pedras e pela gravilha.
 

-"Está cheio?", perguntou de novo.
 

-"Não!", exclamaram os presentes. Então o consultor pegou uma jarra com água e começou a derramar para dentro do frasco. O frasco absorvia a água sem transbordar.
 

-"
 Bom, o que acabamos de demonstrar?", perguntou. 

Um ouvinte, mais afoito, arriscou:
 

-"Que não importa o quão cheia está a nossa agenda; se quisermos, sempre conseguimos fazer com que caibam mais compromissos."
 

-"Não!", concluiu o especialista, "o que esta lição nos
 ensina é que se não colocarem as pedras grandes primeiro, nunca poderão colocá-las depois... 

E quais são as grandes pedras nas nossas vidas? A pessoa amada, nossos filhos, os amigos, os nossos sonhos e
 desejos, a nossa saúde. 

Lembrem-se: ponham-nos sempre primeiro. O resto encontrará o seu lugar!"