Revês

Revês

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Solidariedade

Uma pequena história real.

Ela pediu-me um abraço. Eu dei-lhe o merecido abraço e toda minha atenção
                                         FIM

As pessoas boas sempre passam por momentos tristes? Hoje uma lágrima rola do rosto escondida de todos os conhecidos, mas visíveis a todos os estranhos. Amanhã, um sorriso, aparentemente contente, floresce forçadamente assim como o suposto bom humor.
Essas pessoas boas, se veêm fazendo essas coisas todos os dias e mesmo tentando passar boas notas para todos á sua volta sofrem acasos do destino.
Isso não é justo.
Existem pessoas fora de meu lar que se eu pudesse daria toda a minha felicidade para que elas conseguissem encontrar a paz. No entanto, não podendo fazer isso, dedico meu fraterno abraço. Assim, como fiz hoje.