Revês

Revês

domingo, 15 de abril de 2012

O que é um bom psicólogo?



Para se compreender o conceito de ”bom psicólogo” é necessário analisar desde o surgimento da psicologia até as futuras ações do individuo que a estuda.
Para tal, analisando o texto “Reflexões sobre o estudo da História da Psicologia”, de Lenita Gama, Lucia Cicília, e Walternice Ferreira, que afirma: “- Estudando a psicologia numa dimensão histórico-social, é possível entender a sua constituição em ciência {...}”. Portanto, o homem, tal qual será o futuro psicólogo ou não, carrega consigo a história do mundo em que vive, onde constrói todo o presente, desde o início do pensamento, com os mitos, até a racionalização deste, por intermédio da filosofia ( Sócrates, Aristóteles, e Platão)  que servirá de base para o surgimento da psicologia como ciência . Assim, como se torna necessário estudar o passado par entender o presente, é importante estudar também o sujeito inserido em seu contexto histórico-social, de forma ativa, em relação á sua sociedade vigente. Afinal, um psicólogo que trabalha no Oriente Médio, por exemplo, por mais que seja conceituado e evoluído na área, seria um leigo ao tentar tratar uma pessoa que mora no Ocidente, pois o peso de sua bagagem sócio-histórico-cultural é muito distinto com relação ao seu paciente e isso faz toda a diferença no processo de terapia.
Portanto, para se tornar um bom psicólogo, o futuro profissional precisa estar resgatando sempre as origens do surgimento de sua ciência para não esquecer-se de manter a sua autoavaliação e avaliação da sociedade em atividade, não esquecendo sempre de visar a busca e constituição de novos conhecimentos que o ajudarão tanto como profissional desta área quanto indivíduo inserido no meio social.
                                  


Referência Bibliográfica : Critica ao artigo “Reflexões sobre o estudo da história da Psicologia”

Jouer avec la langue française.... Découvrez les verbes

" Le Rat & la Fée"
> Fable du 21ème siècle.
>
> Pour les hommes, l’existence s’apparente à une vie de rat :
> Rat masse tes chaussettes, Rat bats le siège, Rat mène des sous à la maison,
> Rat pelle ta mère, Rat tisse le jardin, n'en Rat joute pas, Rat vive
> la flamme...
> Et surtout ne Rat conte pas de conneries !
>
> Par contre, la vie d'une femme est un vrai conte de fées:
> Fée le ménage, Fée la vaisselle, Fée à manger, Fée les courses,
> Fée le repassage, Fée la belle, Fée les comptes, Fée pas la gueule,
> Fée tout quoi ...
> Et surtout Fée pas chier !
>
> Fée circuler !


Une pointe - Faites attention à la prononciation