Revês

Revês

Informações

O que é órgão expedidor/emissor que o ENEM exige na inscrição??

Muitas pessoas se confundem com a pergunta acima, e por isso não conseguem encontrar na sua carteira de identidade (RG) o que está evidente.
Esta dificuldade surge porque na ficha de inscrição do ENEM somente encontra-se a sigla, e na carteira de identidade (na parte da frente) o nome aparece completo. Então, para dar uma ajuda aqui segue os nomes de algumas siglas desses órgãos.

SSPMG - Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais
SSPMT – Secretaria de  Segurança Pública do Mato Grosso
SSPSC – Secretaria de  Segurança Pública de  Santa Catarina
Outras Siglas
(PMMG) – Polícia Militar do Estado de Minas Gerais
(PCMG) - Policia Civil do Estado de Minas Gerais
CNT – Carteira Nacional de Habilitação
DIC – Diretoria de Identificação Civil
CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social
FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço
IFP – Instituto Félix Pacheco
IPF – 
Instituto Pereira Faustino
IML
 – Instituto Médico-Legal
MTE – Ministério do Trabalho e Emprego
MMA -  Ministério da Marinha
MAE – Ministério da Aeronáutica
MEX – Ministério do Exército
POF – Polícia Federal
POM – Polícia Militar
SES - Carteira de Estrangeiro
SSP – Secretaria da Segurança Pública
SJS – 
Secretaria da Justiça e Segurança
SJTS – Secretaria da Justiça do Trabalho e Segurança
ZZZ
 – Outros (inclusive exterior)

o    ABNC – Academia Brasileira de Neurocirurgia
o    CSC - Carteira Sede Carpina de Pernambuco
o    DPT – Departamento de Polícia Técnica Geral
o    FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas
o    FLS - Fundação Lyndolpho Silva
o    GOVGO - Governo do Estado de Goiás
o    IICCECF/RO - Instituto de Identificação Civil e Criminal Engrácia da Costa Francisco de Rondônia
o    IIMG - Inter-institutional Monitoring Group
o    IGP – Instituto Geral de Perícias
o    IPC - Índice de Preços ao Consumidor
o    SDS – Secretaria de Defesa Social (Pernambuco)
o    SEJUSP - Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública – Mato Grosso
o    SESP – Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná
o    DST-SEDE – Programa Municipal DST/Aids
o    SECC – Secretaria de Estado da Casa Civil
o    DPMAF – Divisão de Polícia Marítima, Área e de Fronteiras
o    CGPMAF – Coordenadoria Geral de Polícia Marítima, Aeronáutica e de Fronteiras.






“Le Monde” diz que desigualdades na educação são “calcanhar de Aquiles” do Brasil
Fonte: UOL educação
  
Da RedaçãoEm São Paulo
O jornal francês “Le Monde”, em artigo publicado nesta terça-feira (7) na internet, diz que, apesar dos “muitos progressos econômicos e sociais”, o Brasil estagnou em “uma área crucial”: a educação. Apesar disso, classifica como um “esboço de círculo virtuoso” as políticas educacionais do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O “Monde” aponta que o “marasmo brasileiro” é resultado, “em parte”, da “democratização do ensino” nos anos 1990. Segundo o jornal, “a mediocridade do ensino público” é o ponto central “do problema”. O periódico cita os resultados brasileiros em relatórios da Unesco e no Ideb (Índice Nacional de Desenvolvimento da Educação).
De acordo com o “Monde”, os professores são “mal formados e mal pagos”. O “Monde” cita como exemplo o fato de “um em cada três professores de química” e “somente um em cada quatro de física” terem se formado na área em que lecionam. O periódico francês lista outros índices, como a alta taxa de repetência escolar –em especial, no Nordeste.
A estrutura federal do Brasil (com três níveis), afirma o jornal, “agrava os fenômenos” –incentivando, por exemplo, casos de corrupção. “Os controladores relacionaram as fraudes”, diz o “Monde”: superfaturamentos, propinas, serviços não executados. “Muitos prefeitos preferem construir uma ponte ou uma estrada que dotar as escolas de conforto mínimo”, afirma.
De acordo com o texto, dessa forma, se perpetua, “com algumas exceções”, o ensino de base em dois caminhos: “público, gratuito, muitas vezes desastroso, para as crianças das famílias pobres; privado, pago, de bom nível para as crianças das famílias ricas, melhor preparadas para enfrentar os vestibulares de universidades e, depois, para tirar proveito de pós-graduações e centros de pesquisas financiadas com dinheiro público.”
Para tentar resolver a desigualdade, diz o “Monde”, houve um crescimento de instituições particulares de ensino superior.  Elas recebem “75% dos estudantes, muitos deles obrigados a trabalhar”. “Das creches –que não recebem 20% das crianças que têm direito– às universidades, o sistema mantém profundas desigualdades e preserva os privilégios das elites tradicionais tão denunciadas pelo presidente Lula”, afirma.
Ações
Segundo o jornal, medidas foram tomadas: o investimento em educação aumentou (apesar de, per capita, ficar “longe” dos totais de Chile e Argentina); foram construídos mais de 200 institutos federais e 14 novas universidades; concederam-se 700 mil bolsas para jovens estudarem no ensino superior privado. “No total, 2 milhões de estudantes a mais freqüentam as universidades”, diz.
Por fim, o “Monde” afirma que o Brasil sabe “de seu calcanhar de Aquiles”, face a uma “dupla urgência econômica e social”: de um lado, o forte crescimento que obriga o país a formar uma mão-de-obra qualificada que ainda não tem, sob pena de perder em competitividade; de outro, uma classe média que reivindica seu direito ao conhecimento, “chave para um futuro melhor”. Essas duas necessidades, diz o jornal, devem encorajar a presidente eleita, Dilma Rousseff, a “prolongar o círculo virtuoso esboçado por seu antecessor”.


Repassando reportagem: Revista íntima, nem por pessoas do mesmo sexo.

Revista íntima, nem por pessoas do mesmo sexo.


Prezados Leitores,


Esclareço que a Lei proíbe as revistas íntimas nos empregados, sendo este o entendimento do Tribunal Superior do Trabalho, mesmo que por pessoas do mesmo sexo. O Art. 373-A da CLT . Ressalvadas as disposições legais destinadas a corrigir as distorções que afetam o acesso da mulher ao mercado de trabalho e certas especificidades estabelecidas nos acordos trabalhistas, é vedado: (Acrescentado pela L-009.799-1999)….VI - proceder o empregador ou preposto a revistas íntimas nas empregadas ou funcionárias.


Este artigo de Lei, apesar de se referir explicitamente as mulheres, pelo princípio do tratamento igualitário assegurado pela Constituição Federal de 1988, deve ser interpretado de forma ampla, ou seja, idem em relação aos homens. Dessa forma, os empregadores não podem realizar as chamadas “revistas íntimas”. Entenda que essas revistas são àquelas em que o empregado se despe, mesmo que parcialmente, para exibir que não está furtando nada do empregador.


Algumas empresas, por desconhecimento da Lei, fazem essas revistas de forma visual, determina o agente da portaria, por exemplo, que o empregado levante a camisa, abaixe as calças, etc.. num quarto a parte, reservado, sendo ambos do mesmo sexo. Essa forma visual de ver se o empregado está ou não furtando, é vedada por Lei, mesmo que não exista o ato de apalpá-lo. Em suma, a revista pode ocorrer, mas tem que ser de forma normal, com muita cautela, e nos pertences dos empregados, sem discriminação, com regras claras e bem divulgadas.


As condenações por procedimentos dessa natureza tem sido altíssimas, principalmente nos Tribunais Regionais. Recentemente o TST julgou uma demanda que versa sobre isso, no caso, o empregado tinha que se despir.




Retirado de: http://www.marcosalencar.com.br/2009/12/13/revista-intima-nao-nem-por-pessoas-do-mesmo-sexo/

Ração humana ou comida?

Pra entendermos um pouquinho mais ds prisões que nos cercam...




O labor da vida é a criação conceitual perfeita para a seguinte pergunta “Ração humana ou comida? ”Por quê? Como? Verdade? Segundo, nossas análises relacionadas ao trecho apresentado da obra “A condição humana” por Hannah Arendt: O “labor” é processo biológico necessário para a sobrevivência do indivíduo e da espécie humana, por exemplo, comer, beber e dormir. No entanto, o homem moderno perde tanto sua condição humana essencialmente para o mundo atual, fazendo de qualquer manifestação de labor se tornar um trabalho que pelo processo de repetição se torna alienado e ainda obtendo apoio do meio externo.
O trabalho humano serve para modificar coisas naturais em artificiais, fazendo com que o mesmo consiga aumentar seu período de vivência em determinado local, ele nos permite maior estabilidade e segurança perante a natureza. Porém, isso está fazendo com que a natureza seja fragmentada cada vez mais, impedindo assim, que as gerações futuras possam se manter sustentáveis no mundo.
A ação, que é outro conceito bem elaborado por Arendt, é a necessidade do homem em viver entre seus semelhantes, sua natureza é eminentemente social, ou seja, a relação com outros homens. Temos a política como um exemplo claro de ação.
A ração humana é um alimento, criado com diferentes tipos de ingredientes ricos em fibra, utilizado por pessoas que desejam, no geral, emagrecer, pois ela tem a função de estabilização do sistema digestivo e diminui a absorção da gordura. Ela surgiu junto com a necessidade da sociedade de alimentar o corpo de uma forma rápida e manter os padrões estéticos ao mesmo tempo.
De onde surgiram os padrões estéticos e a necessidade de uma alimentação tão rápida? Da alienação da sociedade, pois a mesma absorve diariamente toneladas de informações subliminares ou não, por meio de cartazes, jornais, propagandas, músicas, apresentações teatrais, emissoras de TV e etecetera.
Já a necessidade de se alimentar de maneira rápida, surge quando o homem dedica a maior parte de seu tempo ao trabalho e passa a tratar de si próprio automaticamente. Essa supervalorização do trabalho atinge tanto as ações do homem como seu labor. Por exemplo: Uma doméstica sai de casa às cinco horas e trinta minutos para chegar a seu trabalho às sete horas, ela trabalha durante seis horas diárias em uma casa, a qual sua família desconhece, e ao retornar, estando cansada, prepara o jantar e organiza a própria casa, em seguida deita-se e descansa de mais um dia puxado, pois amanhã ela repetiria as mesmas ações.
Nessa situação podemos notar que a doméstica não tirou nenhum instante de seu dia para sua diversão/entretenimento pessoal e tampouco dedicou seu tempo para sua família, pelo contrário, ela se alienou em uma rotina estressante e insatisfatória, ou seja, a ação dela para com os outros indivíduos de sua casa se comprimiu ao nível de não haver mais diálogos interessantes, o seu labor pessoal se tornou automático, ela já não valoriza o sabor da comida a qual deveria degustar e não engolir de forma rápida e tampouco está preocupada com isso, ela só espera que esteja descansada para que no próximo dia venha a trabalhar novamente.
O principal causador disso? O ser humano, pois fora ele quem permitiu o trabalho alienador.
Na sociedade atual, podemos notar a condenação do labor para a automatização cada vez maior. No entanto, nota-se também que o homem demonstra ser engenhoso o bastante para descobrir meios de atenuar as fadigas e penas da vida, levando a eliminação do labor do âmbito das atividades humanas se tornarem reais.

Por isso, utilizaremos a ração humana não somente com o seu significado concreto, mas também para designar a submissão e destruição da individualidade do homem moderno.

O caso mais grave onde ocorre a interação da ração humana está no ultimo estágio da sociedade, que pertence aos detentores de empregos, e é neste caso que a doméstica utilizada como exemplo, se encaixa, pois nesse estágio se encontra a necessidade pura do funcionamento automático, ou seja, quanto mais o ser humano agir como robô, sentir como robô, e se alimentar como um robô, mais ele terá tempo para trabalhar e lucrar.
Outro conceito marcante de Hannah Arendt, é que no século XX vivemos uma banalização do mal, se tornarmos a falar da alienação e dos conceitos de estética aplicados sobre a massa de trabalhadores, poderemos entender isso melhor.
Os cartazes, jornais, propagandas, músicas, apresentações teatrais, emissoras de TV, estão evoluindo rapidamente em um processo a qual banalizar o mal, ou seja, estereótipos e preconceitos, e valorização de objetos sobre as pessoas são super-explorados de maneira negativa para a sociedade e positiva para o dono das empresas. Comparando as músicas “Comida” de Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer e Sérgio Britto, e “Bad romance” de Lady gaga, pode-se afirmar que o uso de clareza e objetividade na letra fora mudado drasticamente entre as duas canções e ainda temos o uso de simbologias, que no primeiro caso não é utilizado pelos autores e cantores da música, já no segundo caso, denotamos uma série de simbologias e letras que supervalorizam o que a moralidade de gerações passadas condena e a atual deveria condenar.


A alienação do trabalho fez com que a massa trabalhadora consumisse qualquer que seja o produto, estereótipo ou preconceito, só sendo necessária a aparição de algum ícone, já encaixado nessas características, em algum tipo de mídia para isso ocorrer. Temos o exemplo, de Hitler “O Nazista”, que apesar de ter sido condenado e ainda ser por muitos, conseguiu mover centenas de pessoas em seu movimento em busca da raça pura ariana.

Hoje em dia, basta um cantor famoso, dizer-Beba isto!  Que a população estará se direcionando para os mercados onde encontrarão a mercadoria. Esquecendo-se que existem diversos problemas sociais e pessoais a serem resolvidos em suas vidas.
 E é por isso que a comida do ser humano se tornou a ração humana, por que a cada diz que procede ao desejo luxuoso e a demanda extensa de lixos intoxicaremo mentais e físicos entregados á massa popular, ela se desgraça se automatizar no seu labor levando o trabalho a se tornar alienado e atingindo diretamente todas as suas ações que se tornam superficiais.

O labor é uma das partes mais importantes do ser humano, no entanto, deve ser tratado com cautela, pois quando deixa de ser utilizado como necessidade humana ou condição humana, torna-se luxúria e destrói aos poucos tanto o verdadeiro objetivo do trabalho quanto as ações do ser humano, impedindo o mesmo de ser o que é e transformando-o em algum objeto descartável, assim como qualquer outra coisa que fora consumida pelo ser sem necessidade.   E o pior, é que o mesmo retransmite esses conceitos ineficazes, cheios de estereótipos, preconceitos e ilusões para as futuras gerações.

Cancro da mama ( publicação retirada do blog omeuanel.blogspot.com)


Coisas de Gaija (e gaijos)
cancro da mama é um tumor maligno do seio que afecta principalmente as mulheres.
Os homens também podem ser afectados, mas trata-se de casos muito raros.
É um tumor que se torna mais frequente com a idade, atingindo as maiores possibilidades na casa dos 50 anos. As formas tardias têm um desenvolvimento menos rápido.  

 
Sintomas:

- nódulos na mama;
- qualquer deformação da mama;
- irregularidade da pele;
- dores na mama;
- chagas em volta o mamilo;
- secreção do mamilo;
- emagrecimento;
- fadiga;
- palidez.
  Principais causas do cancro da mama
A causa directa ainda não é conhecida. O risco de ser afectado por cancro da mama aumenta com a idade e se outras pessoas da família já foram afectadas.
Para além disso, os riscos são maiores se uma mulher foi fértil durante muito tempo, isto é, se o tempo entre a primeira ovulação e a menopausa foi muito longo. A amamentação parece ter efeito preventivo.
O nível de estrogénio, a hormona feminina, provavelmente tem a sua importância na formação do cancro da mama. Vários factores ligados ao ambiente também podem exercer uma influência.
Tratamento do cancro da mama
Se o tumor for pequeno e não apresentar sinais de infiltração, pode ser extraído com uma operação que significa, em geral, que uma parte da mama, às vezes a mama inteira, seja extraída.
Tumores maiores que já se tenham infiltrado nos gânglios linfáticos em volta da mama, são extraídos junto com estes. Muitas vezes, completa-se a operação com uma radioterapia que destrói as últimas células cancerígenas.
Tumores graves que já atacaram outros órgãos (por exemplo a outra mama, o fígado, os ossos ou os pulmões) não podem ser completamente extraídos com uma operação. Neste caso, o tratamento prevê radioterapia, quimioterapia, e às vezes hormoterapia.
Ao mesmo tempo, ao paciente serão ministrados medicamentos analgésicos e tratamentos para a dor.


  Quando é necessário consultar o médico?

Nos casos de nódulos na mama ou deformação da pele do seio. Para além disso, torna-se necessária uma consulta em caso de secreção de líquido, sangue ou pus pelo mamilo ou se à volta se formaram chagas. E, obviamente, se houver dor no seio.

  O que faz o médico?

O médico examina o seio com palpação e os gânglios linfáticos das axilas e das cavidades debaixo da clavícula. Ausculta o coração e os pulmões.
Os exames complementares incluem uma mamografia, uma excisão citológica e às vezes uma termografia.
Tratando-se de um tumor, este e os gânglios linfáticos à sua volta são extraídos normalmente com uma operação. Depois da cirurgia é necessário um controle médico periódico.

  O que fazer sem a ajuda do médico?

Controlar pessoalmente e com regularidade o seio, apalpando as mamas à frente de um espelho. O exame torna-se mais fácil durante o duche. Ensaboe-se bem e apalpe o seio de forma sistemática. É importante que este exame seja realizado regularmente, por exemplo após cada menstruação, para descobrir possíveis mudanças.
Se o tumor for revelado logo no início, maiores serão as possibilidades de cura.


 Como evolui o cancro da mama?
O cancro da mama evolui normalmente a partir de um pequeno nódulo na mama que no início não dói. Aos poucos, o volume do tumor aumenta e este às vezes ataca os gânglios linfáticos vizinhos ou outros órgãos. Pode existir uma secreção de sangue ou de líquido pelo mamilo e dores no seio.
Outros sintomas mais comuns são o emagrecimento, fadiga e palidez.
Depois do tratamento e de uma operação, é possível, se for o caso, fazer uma reparação cirúrgica do seio com uma mamaplastia.

O cancro da mama é perigoso?
Actualmente, na maioria dos casos, o cancro da mama pode ser descoberto precocemente graças à auto palpação e à mamografia feita periodicamente.
Os melhores resultados obtidos com os modernos tratamentos avançados permitem sarar entre 60 a 70% das pessoas afectadas por cancro da mama.
Apesar disso, esta doença ainda hoje nos casos piores, pode levar à morte.

 Como evitar o cancro da mama?
Não se pode evitar, mas se fizer um exame do seio com regularidade, será possível descobrir a doença precocemente e aumentar as suas possibilidades de cura.
   
Blog: http://omeuanel.blogspot.com/?expref=next-blog


Uhuu!!!!!!! Nova moeda brasileira?

O real vai mudar de novo.
As novas famílias de cédulas do real vêem com o objetivo de dificultar/exterminar a falsificação, utilizando como defesa um pape-moeda mais sólido.
O verdadeiro objetivo desta mudança, não está “proteger” os brasileiros dos falsificadores, e sim, em tornar o real uma moeda internacional (fazer com que ele se pareça com as moedas estrangeiras). Por isso, não ocorrerá o surgimento de novos valores nas notas. Porém, elas virão com tamanho diferente, maior solidez no papel, a frente das células virá mais limpa e o símbolo da República permanecerá, enquanto os detalhes virão em alto relevo.
Segundo Guido Mantega, o intuito da mudança, além de evitar falsificações, é de deixar as notas de reais mais parecidas com as que são utilizadas na atualidade em outros países atuais.
O lançamento da chamada “segunda família de células do real” foi aprovada na reunião do CMN. As novas notas entrarão em circulação GRADUALMENTE até 2012, mas as células existentes continuarão valendo até a mudança completa.

A troca das notas não acontecerá por causa de nenhuma incidência grave de falsificação, segundo a BC, e sim por motivo de prevenção. :S
As notas de menor valor - de R$ 2, R$ 5, R$ 10 e R$ 20 - serão trocadas gradualmente até 2012, enquanto as de R$ 50 e R$ 100 vão começar a circular até junho deste ano
As novas cédulas conterão itens de segurança mais sofisticados e layout mais atraente, com destaque para as de R$ 50 e de R$ 100, que terão as atuais figuras de animais na horizontal e em imagem tridimensional
A BC informa que as notas vão atender as necessidades dos deficientes visuais, que possuem dificuldade em reconhecer o valor das cédulas.
O verso da nota de R$ 50 manteve a imagem da onça pintada, mas deitada em cima de um tronco de árvore
A nota de R$ 100 ganhou novos motivos marítimos, com estampas no verso.

Informações extraídas das reportagens postadas nos sites da
WWW.uol.com.br
WWW.msn.com
É mais uma vez, o Brasil muda por influência externa... ♠